sábado, 21 de novembro de 2009

Dieta e emagrecimento


Os maus hábitos alimentares como o excessivo consumo de gorduras, principalmente saturadas, excessivo consumo de açúcar e sal e, ainda, o baixo consumo de amido e fibras dietéticas têm originado elevada incidência de doenças crônico degenerativas, especialmente doenças cardiovasculares, câncer, diabetes e obesidade. Atualmente, essas doenças são responsáveis por cerca de 70-80% da mortalidade nos países desenvolvidos. Mas adotando uma dieta equilibrada, variada e de baixo valor calórico você pode se manter longe desses problemas. Leia os artigos abaixo e aprenda a colocar mais saúde em sua mesa. E de quebra, conquiste um corpo mais bonito, magro e saudável.

Dietas de resultado rápido
Dietas que ajudam você a emagrecer mais rápido, sem comprometer a sua saúde.

Dieta do shake
Emagreça até 4kg em apenas 5 dias com esta dieta de 1200 calorias com shakes feitos em casa.

Dieta dos chás superpoderosos
Na hora de enxugar as medidas, alguns chás têm um poder quase milagroso e podem ajudar você a enxugar até 12 quilos em um mês.

Dieta de South Beach
A dieta de South Beach (bairro de Miami) pode ajudar você a perder peso com saúde e sem contar calorias. Veja aqui a dieta que conquistou celebridades.

Corte carboidratos à noite
Quer emagrecer até 4 kg em 12 dias? Corte carboidratos à noite. Rápido, eficiente e acima de tudo saudável. Experimente

Dieta do arroz e feijão
Arroz e feijão engordam? Nem sempre. Na medida certa, a dieta preferida dos brasileiros proporciona uma refeição balanceada que ajuda você a eliminar até 3 quilos em uma semana.

A dieta do tipo sanguíneo
A dieta do tipo sanguíneo classifica os alimentos de três formas: alimentos altamente benéficos, alimentos neutros e alimentos nocivos, de acordo com o seu tipo de sangue. Saiba aqui o que pode estar prejudicando sua saúde.

A dieta do bem-estar total
Sucesso no mundo todo, a dieta australiana para o bem-estar total coloca mais proteínas em sua alimentação e traz resultados comprovados cientificamente.

A dieta ortomolecular
Famosa entre as atrizes globais, a dieta ortomolecular equilibra seu organismo e ajuda a emagrecer rapidamente

Os alimentos mais saudáveis e dicas de alimentação
A farinha de maracujá
Estudos comprovam a eficácia da farinha da casca do maracujá no como bloqueador de gorduras e redutor da glicose no sangue. Ou seja, ela é boa para o diabetes e ainda emagrece!!!

Alimentos Funcionais
Saiba o que são alimentos funcionais e quais os benefícios que eles podem trazer à sua saúde.

Alimentos protetores
Eles protegem o coração, o estômago, o intestino, previnem contra o câncer, o envelhecimento e ainda ajudam a emagrecer...

O poder da semente de linhaça
Esta sementinha ajuda a emagrecer, previne contra o câncer, envelhecimento e muito mais.

Chá verde
Ele está na moda!! Isto porque ajuda a emagrecer, previne contra o câncer, contra o envelhecimento precoce e muito mais.

Os melhores alimentos para viver mais
Conheça alguns dos alimentos que a ciência já comprovou serem capazes de prevenir doenças.

Alimente seus músculos
Conheça os 8 alimentos que fornecem os nutrientes indispensáveis para dar aquela força à malhação e acelerar o crescimento dos músculos.

Dicas de Alimentação
Quem fica muito tempo sem comer e pula refeições para emagrecer, pode acabar engordando. Veja essa e outras dicas aqui...

Alimentos permitidos
Conheça as propriedades de alguns alimentos como o ovo, a pimenta, a amêndoa e descubra que eles não são os vilões da saúde e boa forma

Dieta equilibrada
Para garantir uma boa saúde e manter a forma, adote uma dieta baseada na pirâmide alimentar.

Alimente seus cabelos
Quer cabelos saudáveis, brilhantes e macios? Inclua os alimentos certos na sua dieta.

Semente de linhaça
Atualmente ouve-se falar sobre esta sementinha que apresenta benefícios maravilhosos à saúde, como melhorar o trabalho do trânsito intestinal, devido às fibras presentes, além de possuir propriedades funcionais em sua composição.

De origem asiática, a semente de linhaça pertence à família Linácea. Existem dois tipos: a linhaça dourada e a marrom. É bem mais difícil encontrar a linhaça clara aqui no Brasil, já que ela aprecia climas frios. Geralmente é importada do Canadá. "Seu sabor é mais suave do que o da escura", descreve a farmacêutica bioquímica Rejane Neves-Souza, da Universidade do Norte do Paraná.

A semente escura, nativa da região mediterrânea, já está adaptada ao solo brasileiro, onde se deu bem por causa do clima quente. Por isso é mais fácil encontrá-la por aí. Comparada com a dourada, a casca é um pouco mais resistente. Quanto aos nutrientes, não perde nada para a outra variedade.

A semente de linhaça é fonte de ácidos graxos ômega 3 e ômega 6, minerais, vitaminas e fibras, além de um composto chamado lignana. Justamente por ter estas propriedades, é considerado um alimento funcional. Dessa forma torna-se um alimento funcional, saudável e indicado para incluir na alimentação da população.

Na Universidade de Toronto, no Canadá, por exemplo, a cientista Lilian Thompson comprovou que a semente é capaz de barrar a metástase em pacientes com câncer de mama ou seja, a linhaça evitou que o tumor se espalhasse e tomasse conta do organismo. Segundo a pesquisadora canadense, "trabalhos realizados em várias universidades mostram que a semente é capaz de diminuir o risco de outros tumores, como o de cólon e o de próstata". Somem-se essas boas notícias ao fato de a linhaça ajudar a controlar os níveis de colesterol.

Afinal, o que faz da linhaça um superalimento? "Sua casca guarda um mix de proteínas, minerais e vitaminas", responde o nutrólogo Durval Ribas Filho, presidente da Associação Brasileira de Nutrologia. Vale destacar a vitamina E, que contribui para o funcionamento celular e, por isso, afasta o envelhecimento precoce e as doenças degenerativas.

Outros ingredientes que compõem sua poderosa fórmula são o ômega-3 e o ômega- 6, atuando em perfeita harmonia. Essa dupla, nunca é demais lembrar, garante a saúde cardiovascular. Afinal, ambos atuam na redução do LDL, o mau colesterol, responsável por estragos nas artérias. "Diversos trabalhos apontam a semente do linho como protetora do coração", reforça Jocelem Salgado, presidente da Sociedade Brasileira de Alimentos Funcionais e professora da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, em Piracicaba, interior paulista.

Rica em ômega3, fibras e lignanas, a linhaça ajuda na prevenção de doenças, aumenta a defesa orgânica, reduz o ritmo de envelhecimento e controla as condições físicas e mentais. E devido a sua ação antiinflamatória a semente regenera a mucosa digestiva danificada, por isso auxilia a regular o intestino. Os ácidos graxos (ou ômega3) é uma gordura poliinsaturada que garante o bom funcionamento do organismo. Sua ingestão serve para diminuir os níveis de triglicerídeos e colesterol, o que faz dele um importante aliado no combate a alergias e no processo inflamatório. “A linhaça auxilia em todas as idades, mas em especial após os 30 anos, pois ajuda a melhorar problemas que surgem a partir dessa idade como a reconstituição do muco intestinal. Ela também é favorável para pessoas que desenvolvem níveis de stress alto, excesso de peso, colesterol e pressão arterial elevada”, ressalta a nutricionista do Mundo Verde, Rafaella Ramos.

Entretanto, o que torna a linhaça ímpar pra valer atende pelo nome de lignana, substância que começa a sair do anonimato. Não é para menos. Ela praticamente faz as vezes do estrógeno. "Ao se ligar a receptores celulares, a lignana funciona como um falso hormônio", justifica a farmacêutica bioquímica Rejane Neves- Souza. É o que os especialistas chamam de fitoestrógeno. Aliás, foi justamente esse componente o mais mencionado nos trabalhos da canadense Lilian Thompson.

Segundo a pesquisadora, estudos com grande número de pacientes mostram a relação entre a lignana e a redução dos tumores de mama. Esse composto comprovadamente atua na apoptose celular, um mecanismo de defesa que provoca o suicídio das células defeituosas. O incrível é que, no caso do câncer, esse programa de autodestruição simplesmente não costuma funcionar. Mas a lignana topa a parada e ativa a contagem regressiva para a célula doente se explodir. E olha que nem os grandes centros de pesquisa conseguiram desenvolver a contento drogas com essa capacidade. "Observamos esse efeito em 39 pacientes", afirma Lilian, que as orientou a consumir 25 gramas de linhaça por dia durante pouco mais de um mês.

A observação desses indivíduos pela equipe da Universidade de Toronto foi rigorosa. A linhaça, ressalta a pesquisadora, só pode ser usada no tratamento do câncer sob estrita avaliação médica. E é bom que se diga: mesmo quem está saudável não está livre para ingerir o alimento à vontade. "O excesso pode prejudicar a membrana das células", avisa o nutrólogo Durval Ribas Filho. E para quem pensa em lançar mão de pílulas de óleo de linhaça, alto lá! "Ingerir cápsulas de suplemento, aí mesmo só sob orientação!", avisa Durval.

Muitos estudos estão sendo desenvolvidos para confirmar outros benefícios do consumo regular da semente de linhaça. Alguns desses estudos afirmam que a linhaça poderia ajudar a baixar os níveis de colesterol, pois é rica em fibras solúveis.

Também estão sendo estudada outras funções como:

Auxiliar no combate à acne.
Auxiliar no equilíbrio hormonal, amenizando distúrbios causados pela TPM e menopausa;
Auxiliar na modulação do sistema imunológico; - Auxiliar na diminuição do risco de aterosclerose;
Auxiliar no controle da glicemia
Regularizar a função intestinal.
Para aproveitar tudo que a linhaça tem de bom, a dica é triturá-la. O liquidificador, portanto, é muito bem-vindo. Veja mais dicas de como preparar a linhaça para obter todos os benefícios.

Saiba mais sobre seus componentes: lignana, ômega 3, fibras...
A Melhor forma de consumo e preparo
Receitas com linhaça
Feijão com linhaça
Fontes: Cyberdiet / Revista Saúde / Vital Altman

Os benefícios do chá verde: emagreça até 5 kg em 15 dias!
Com certeza você já ouviu falar que o chá verde ajuda a emagrecer. E é verdade, esse chá milenar é capaz de acelerar o metabolismo, ajudando-a a queimar calorias. O sabor é um pouco amargo, mas logo você vai perceber que o sacrifício vale a pena.

Uma pesquisa publicada no American Journal of Clinical Nutrition, conceituada revista da Sociedade Americana de Nutrição, acompanhou dois grupos de gordinhos. Os dois seguiram um cardápio de baixa caloria. Mas só o primeiro bebeu de seis a oito xícaras de chá verde por dia. No final do estudo, esses pacientes queimaram 4% a mais de gordura que o grupo que passou longe do chá. A explicação é que a bebida tem ação lipolítica. Não só isso: “O chá verde acelera o metabolismo, desintoxica e facilita a digestão”, diz a nutricionista Vanderlí Marchiori, especializada em fitoterapia e colaboradora da Associação Paulista de Nutrição.

Mas não vale dar um ou dois golinhos – você tem de se comprometer a, diariamante, tomar pelo menos cinco xícaras. E, é claro, seguir ainda um cardápio orientado por nutricionista. A combinação chá verde + dieta pode fazer você emagrecer até 5 quilos em 15 dias!

Outros super poderes
Emagrecer é apenas uma das vantagens do chá verde. Estudos feitos em importantes centros de pesquisa dos Estados Unidos e da Europa mostraram que também faz bem para a pele. Extraído da planta Camellia sinensis, tem altas concentrações de antioxidantes, considerados até mais potentes que os carotenos e as vitaminas C e E, substâncias que atuam contra as rugas precoces.

Outra pesquisa, desta vez realizada na Universidade de Tohoku, no Japão, e publicada recentemente no The Journal of the American Medical Association (Jama), mostrou que a erva é eficaz na prevenção de doenças do coração. Seus compostos reforçam as artérias, diminuem as taxas de colesterol ruim e bloqueiam o acúmulo de gordura na parede dos vasos sanguíneos. O consumo habitual também previne inflamações na gengiva e até tumores malignos de boca e mama. “Substâncias como as catequinas e os bioflavonóides são capazes de impedir alterações no DNA das células, o primeiro passo para o desenvolvimento de um câncer”, diz Vanderlí. E ainda são capazes de prevenir a formação de pedras nos rins.

Um teste de laboratório apontou mais um efeito positivo do chá verde: melhora a memória. Mas os estudos para comprovar mais esse efeito estão só no começo.

O jeito certo de fazer
É muito fácil preparar o chá verde, mas há alguns segredinhos importantes para você preservar os princípios ativos da erva. Vamos lá: Coloque a água para ferver e assim que surgirem as primeiras bolhas de ar (antes de começar para valer o processo de ebulição), apague o fogo. Acrescente a erva (o ideal são 2 colheres de sopa para 1 litro de água, mas comece com apenas 1 colher, pelo menos até você se acostumar com o sabor do chá) e abafe por 2 ou 3 minutos. Depois é só coar e tomar.

Gostinho bom
Dá, sim, para deixar o chá verde mais gostoso. Você pode combiná-lo com cidreira, hortelã, erva-doce, casca de frutas (abacaxi ou manga) ou maçã seca para suavizar o sabor amargo, sem interferir nos efeitos terapêuticos da Camellia sinensis. Faça assim: ferva 1 litro de água com 1 pedaço médio de casca de abacaxi ou 1 punhado de folhas de cidreira, por exemplo. Desligue o fogo e acrescente o chá verde. Abafe por 2 ou 3 minutos e coe

Veja uma sugestão de cardápio
Tire suas dúvidas
A dieta dos chás
Fonte: Boa Forma - Novembro/2006

Alimentação e Saúde
As pesquisas científicas não param e às vezes apresentam resultados que colocam por terra alguns conceitos antigos, bem como apresentam novas descobertas, fazendo com que a gente enxergue alguns alimentos com outros olhos. Para ajudar você a escolher o que comer, preparamos uma série de pequenos artigos recheados de informação.

Alimente sua saúde e beleza
Semente de linhaça: emagrece e protege sua saúde
Azeitona e azeite de oliva têm bom colesterol
Chá verde emagrece
Os benefícios do chá preto
Laranja não tem só vitamina C
As propriedades da pimenta vermelha
Ovo: Você pode consumir sem medo
Um cogumelo que previne o câncer
Alimentos vermelhos, sinal verde!
Quanto mais colorido o prato, melhor!
Coma espinafre, mas com moderação
A mandioquinha reduz a necessidade de comer doces
Consumir amêndoas diariamente ajuda a emagrecer
O poder das nozes
A farinha de maracujá
Alimentos Funcionais
Os melhores alimentos para viver mais
Quer mais músculos? Inclua estes alimentos na dieta
Alimentos para ter cabelos saudáveis

Prato colorido, saúde em dia

O médico David Heber, do centro de Nutrição Humana da Universidade da Califórnia (EUA), defende que fazer refeições coloridas ajuda a evitar várias doenças, inclusive o câncer. Ele dividiu os alimentos em grupos de cores e sugere que se consuma meia xícara de chá de cada um deles diariamente:

Laranja
abóbora, caqui, cenoura, manga, pêssego.
Ação: auxilia na prevenção do câncer
Laranja e amarelo
Abacaxi, laranja, mamão, nectarina.
Ação: fortalece a imunidade
Verde
Alface, espinafre, kiwi, rúcula, vagem
Ação: tem poder antioxidante
Verde e amarelo
Abacate, abobrinha, couve-de-bruxelas, pêra
Ação: importante para a visão
Verde e branco
Alho-poró, aspargo, chuchu, maçã verde, repolho
Ação: atua contra as infecções
Vermelho
Beterraba, morango, pimentão, tomate, uva
Ação: bom para o coração
Vermelho e roxo
Amora, ameixa seca, berinjela, repolho roxo
Ação: impede a formação de coágulos no sangue

Os benefícios do chá preto
Uma xícara de chá após o almoço e o jantar pode neutralizar alguns efeitos prejudiciais de uma refeição rica em gorduras, ajudando a prevenir problemas cardíacos.

De acordo com estudos realizados na Universidade de medicina de Tóquio, na Japão, quando a pessoa consome alimentos gordurosos, o nível de lipídios no sangue aumenta. Isso estimula a produção de radicais livres, que provocam enrijecimento e constrição temporária dos vasos sangüíneos, principalmente em quem já tem doenças cardiovasculares. “Os antioxidantes do chá ajudam a eliminar os radicais livres, a manter os vasos flexíveis e a promover um fluxo sangüíneo saudável”, afirma o pesquisador Yoshikazu Takanami.

Foram pesquisados dois grupos de pessoas, consumindo uma refeição rica em gordura. O primeiro grupo ingeria água após as refeições e o segundo grupo chá preto. A pesquisa foi realizada com pessoas de 21 a 38 anos, saudáveis. O resultado foi que o grupo dois, que bebeu chá preto, mostrou um fluxo sangüíneo maior no antebraço. “Isso sugere que os antioxidantes da bebida ajudaram a manter o funcionamento dos vasos”, diz Takanami.

Segundo o endocrinologista Cláudio Rodrigues, o chá atenua os efeitos nocivos dos alimentos gordurosos porque dão ao organismo um tempo maior para transformar as gorduras de baixa densidade (que resultam o mau colesterol) em gorduras de alta densidade.

O consumo do chá preto traz tanto o benefício dos bioflavonóides como da cafeína, que é vasodilatadora. Ao dilatar os vasos, a cafeína facilita a passagem das placas gordurosas. Então essas placas irão até o fígado, onde poderão ser destruídas, prevenindo o depósito nas artérias.

Fonte: Bem Star

Alimentos Funcionais

Vários fatores têm sido relacionados ao aparecimento de doenças no organismo humano, dentre eles, a herança familiar, o fumo, o sedentarismo e o stress. Entretanto, a alimentação é talvez uns dos mais importantes, havendo uma estreita relação entre o alimento que nós comemos e a nossa saúde.

Como exemplo da importância do papel da dieta na nossa vida podemos citar o fato de 1/3 dos casos de câncer estarem relacionados aos maus hábitos alimentares e que os mesmos são responsáveis por 90% dos casos de obesidade. Mas não é só isso. Estima-se hoje também que mais de 30% da população brasileira apresenta altos níveis de colesterol (>200mg/dL), sendo que taxas acima de 240mg/dL aumentam em duas vezes o risco de se sofrer um ataque cardíaco.

Além da relação com as doenças crônicas, há fortes evidências também do papel da dieta em melhorar a performance mental e física, retardar o processo de envelhecimento, auxiliar na perda de peso, na resistência às doenças (melhora do sistema imunológico), entre outros.

Atualmente existe um grande movimento em busca de alternativas de estilos de vida que tragam benefícios à saúde e à qualidade de vida. E mais do que nunca as pesquisas e os estudos estão mostrando o quanto é importante o papel de certos alimentos na nossa vida. Orientar as pessoas a comerem o alimento mais adequado e em quantidades adequadas tem sido uma constante em vários trabalhos científicos.

Alimentos Funcionais são alimentos ou partes de um alimento que proporcionam comprovadamente benefícios à saúde, podendo prevenir e controlar doenças, além de satisfazer os requerimentos nutricionais tradicionais. De maneira geral, os alimentos funcionais são vistos como promotores de saúde e podem estar associados à diminuição dos riscos de algumas doenças crônicas.

São inúmeros os alimentos que podem ser considerados funcionais, entre eles destacando-se:

ALHO e CEBOLA têm alicina, um estimulante do sistema imunologico, redutora de colesterol e triglicerídeos, além de combater os radicais livres, que são cancerígenos e hipertensivos;

AVEIA contém a betaglucana, que atua na redução do colesterol;

BRÓCOLIS, COUVE, COUVE-FLOR, COUVE DE BRUXELAS, REPOLHO E RABANETE são ricos em glicosinolatos, agindo na prevenção e tratamento do câncer de mama;

CHÁ VERDE (GREEN-TEA) é rico em polifenóis , que previnem o câncer e doenças do coração;

FRUTAS CÍTRICAS em geral possuem limonóides, que atuam na prevenção e controle do câncer e na estimulação do sistema imunológico;

LINHAÇA contem lignana, que modula o sistema imunológico, reduz o colesterol e o risco de doenças cardiovasculares;

SOJA possui a isoflavona, que atua na prevenção e controle dos sintomas da menopausa, osteoporose e câncer de mama e útero;

TOMATE, GOIABA e outros alimentos vermelhos contêm um pigmento chamado licopeno, que age na prevenção e controle do câncer de próstata, no combate aos radicais livres e na estimulação do sistema imunológico.

Fonte: Adetec - Plínio Uchoa

Mandioquinha: fonte de triptofano

Uma mandioquinha por um docinho: É isso mesmo! Incluir diariamente uma mandioquinha no cardápio pode ajudar a emagrecer. A mandioquinha tem triptofano, uma substância que ajuda a reduzir a ansiedade e a vontade de comer doces. Além disso, uma única mandioquinha supre 45% da necessidade diária de vitamina B6, que é importante para aliviar os sintomas da TPM.

Também conhecida por batata-baroa, batata-salsa ou cenoura amarela é uma hortaliça rica em fósforo, vitamina A e niacina, sendo também uma importante fonte de energia em função do seu alto teor de carboidratos.

Devido a fácil digestibilidade de seu amido, é amplamente recomendada para alimentação infantil, de pessoas idosas e convalescentes. É uma raiz tuberosa originária dos países andinos (Equador-Peru), introduzida no Brasil no início deste século, provavelmente a partir da Colômbia.

Pertence à família Apiácea, como a cenoura, a salsa, o coentro, o anis, o salsão ou aipo e o funcho.

Tradicionalmente consumida como sopa, papinha para alimentação de bebês e ensopados, a mandioquinha-salsa é muito saborosa quando utilizada na elaboração de pães, canjas, nhoque, suflês, biscoitos, bolos ou em saladas frias e maionese. Também substitui a batata na forma de chip ou palha.

A mandioquinha-salsa é produzida durante todo o ano, entretanto a safra se concentra no período mais frio, quando os preços são mais acessíveis. As raízes frescas, recém colhidas, devem apresentar cor amarelo-intensa. Algumas cultivares produzem raízes brancas, porém estas não são comuns no mercado brasileiro. Evite comprar raízes cortadas, com ferimentos, áreas amolecidas ou manchas escuras, que podem apodrecer mais rapidamente. O tamanho das raízes não é muito importante, mas deve-se evitar aquelas com tamanho superior a 25cm, que podem ser fibrosas por terem sido colhidas de plantas velhas.

As raízes congeladas não se prestam para a elaboração de frituras, devendo ser utilizadas no preparo de pratos cozidos. Para a retirada da casca, as raízes são raspadas com uma faca sob água corrente, imediatamente após tirá-las do congelador. O descongelamento é feito diretamente ao fogo, durante o preparo do prato.

Para fugir da monotonia, consuma-a assada, cozida ou em sopas e purês, ou troque por outros tubérculos como batata e mandioca. Mas cuidado para não exagerar na quantidade. Pessoas em regime de emagrecimento devem consumi-la com moderação, pois possui muita caloria. Veja as calorias por 100 gramas:

mandioquinha: 104
batata: 109
mandioca: 108

Fontes: Revista Nova Beleza (Ed. 43) / Correio Web


Os benefícios do Espinafre

O espinafre é uma verdura que tem alto valor nutritivo. Possui minerais como ferro, cálcio e fósforo, potássio e vitaminas A e do Complexo B.

O ferro é muito importante para a formação de sangue; e o cálcio e o fósforo participam da formação dos ossos e dentes, construção muscular e coagulação do sangue.

A vitamina A é indispensável à vista, conserva a saúde da pele, auxilia no crescimento e evita infecções; as vitaminas do Complexo B protegem a pele, o aparelho diges-tivo e o sistema nervoso, são essenciais ao crescimento e evitam a queda dos cabelos.

Por ser rico em ferro, recomenda-se o espinafre às pessoas anêmicas, escleróticas e desnutridas, pois vigoriza o sangue e vence a fadiga.

Esta verdura é boa também para combater a pressão arterial alta, a hemofilia, cálculos renais, menstruação escassa e dolorida, artrites, escorbuto e diarréias. O potássio evita cãibras.

Importante
A absorção do cálcio e do ferro pelo organismo, porém, é prejudicada pelo próprio espinafre que contém também uma substância chamada ácido oxálico, que reduz em 30% a absorção de cálcio e também afeta a absorção de ferro. Por isso, recomenda-se consumir o espinafre com moderação e separadamente de alimentos ricos em cálcio, como os latícinios.

Fonte: Revista Boa Forma (Ed. 197) / Sitio a Boa Terra


Dez alimentos para viver mais

A ciência dos alimentos dedica boa parte de suas pesquisas para identificar comidas que fazem mal à saúde. Há muito se sabe, por exemplo, que gordura bloqueia as artérias e carne vermelha em excesso é ruim para o coração – sem falar nos recém-condenados carboidratos, os mais novos vilões da obesidade, carro-chefe de males diversos. Na outra ponta, há as pesquisas que verificam quais são os alimentos "bons para a saúde". Frutas, verduras e legumes, em geral, fazem parte dessa cesta há décadas. Agora, especialistas começam a descortinar uma terceira frente sobre a qual quase nada se sabia até a década de 90: os alimentos funcionais. Eles vão além dos "saudáveis", porque, mais do que nutrir, fornecem ao organismo substâncias que auxiliam na prevenção e até no tratamento de doenças. Em pouco tempo, várias descobertas animadoras foram feitas. Estudos recém-divulgados autorizam afirmar que uma dieta funcional – ou seja, baseada em alimentos não só saudáveis, mas especificamente indicados para a prevenção de males – chega a reduzir em até 70% o risco de alguns tipos de câncer e em 80% as enfermidades do coração, no caso de indivíduos que não fumam e que praticam exercícios regulares. "A dieta saudável deixou de ser aquela que não faz mal à saúde", diz o americano Walter Willett, chefe da área de nutrição na Escola de Saúde Pública de Harvard e uma das maiores autoridades no assunto. "Hoje, é a que previne doenças e, em alguns casos, ajuda a tratá-las."

Conheça alguns dos alimentos que a ciência já comprovou serem capazes de prevenir doenças e a quantidade indicada para potencializar seus benefícios*


AVEIA
Ajuda a diminuir o colesterol ruim, o LDL. Ganhou o selo de redutor do risco de doenças cardíacas da FDA, agência americana de controle de alimentos e remédios.

Quantidade recomendada: 40 gramas por dia de farelo ou 60 gramas da farinha.

ALHO
Reduz a pressão arterial e protege o coração ao diminuir a taxa de colesterol ruim e aumentar os níveis do colesterol bom, o HDL. Pesquisas indicam que pode ajudar na prevenção de tumores malignos

Quantidade recomendada: um dente por dia (para diminuir o colesterol e a pressão arterial)

AZEITE DE OLIVA
Auxilia na redução do LDL. Sua ingestão no lugar de margarina ou manteiga pode reduzir em até 40% o risco de doenças do coração

Quantidade recomendada: 15 mililitros por dia ou uma colher (de sopa rasa)

CASTANHA-DO-PARÁ
Assim como noz, pistache e amêndoa, auxilia na prevenção de problemas cardíacos. Também ganhou o selo de redutora de doenças cardiovasculares da FDA

Quantidade recomendada: 30 gramas por dia ou de cinco a seis unidades
CHÁ VERDE
Auxilia na prevenção de tumores malignos. Estudos indicam ainda que pode diminuir as doenças do coração, prevenir pedras nos rins e auxiliar no tratamento da obesidade

Quantidade recomendada: De quatro a seis xícaras por dia (para reduzir os riscos de gastrite e câncer no esôfago)

MAÇÃ
Ajuda a prevenir tumores malignos, diz o médico Michael Roizen. O consumo regular de frutas variadas auxilia na redução de doenças cardíacas e da pressão sanguínea, além de evitar doenças oculares como catarata

Quantidade recomendada: cinco porções de frutas por dia

PEIXES
Os peixes ricos em ômega 3, como a sardinha, o bacalhau e o salmão, são poderosos aliados na prevenção de infartos e derrames. Estudos indicam também que reduzem dores de artrite, melhoram a depressão e protegem o cérebro contra doenças como o mal de Alzheimer

Quantidade recomendada: pelo menos 180 gramas por semana (para reduzir o risco de doenças cardiovasculares

SOJA
Ajuda a reduzir o risco de doenças cardiovasculares, segundo a FDA. Seu consumo regular pode diminuir os níveis de colesterol ruim em mais de 10%. Há indicações de que também ajuda a amenizar os incômodos da menopausa e a prevenir o câncer de mama e de cólon

Quantidade recomendada: 150 gramas de grão de soja por dia, o equivalente a uma xícara de chá (para reduzir o colesterol)

TOMATE
Auxilia na prevenção do câncer de próstata

Quantidade recomendada: uma colher e meia (sopa) de molho de tomate por dia

VINHO TINTO
A uva vermelha, presente no vinho ou no suco, ajuda a aumentar o colesterol bom e evita o acúmulo de gordura nas artérias, prevenindo doenças do coração

Quantidade recomendada: dois copos de suco de uva ou uma taça de vinho tinto por dia

Qualidades atestadas, os alimentos funcionais de nada servem, alertam especialistas, se:

1) não forem consumidos com regularidade – como os remédios, só têm efeito no combate às doenças quando ingeridos nas quantidades adequadas;

2) a dieta como um todo não for saudável. É inútil empanturrar-se de aveia no café-da-manhã e devorar hambúrgueres com refrigerante no almoço. "A fórmula ideal para prevenir doenças com o auxílio dos alimentos é combinar na dieta o maior número possível de substâncias benéficas", diz o médico Walter Willett.

* As quantidades de alimentos indicadas se referem apenas à prevenção das doenças especificadas. A dosagem ideal para o combate das demais ainda não foi identificada pelos pesquisadores

Fonte: Revista Veja - Ed 1856

Chás que dissolvem a gordura

Na hora de enxugar as medidas, a gente bem sabe que fórmulas mágicas não funcionam. Mas, por outro lado, alguns ingredientes têm um poder quase milagroso. Esse é o caso dos chás, que desintoxicam o organismo e ativam o metabolismo. Por isso, elaboramos um menu repleto desta bebida milenar, capaz de enxugar até 12 quilos em um mês. Que poder!

Prepare-se para nocautear a balança contando com aliados imbatíveis: chás testados e aprovados por um especialista no assunto, o nutrólogo Gino Bruno Françozo, do Centro Avançado de Medicina Estética, em Americana (SP). Ele é também fitoterapeuta, médico ortomolecular e pesquisador de plantas medicinais da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP), em Piracicaba (SP). Veja o que o nutrólogo diz a respeito da ação das ervas na dissolução das gorduras: “Na minha prática clínica, tenho observado que o principal papel de algumas ervas é regular o organismo e, assim, pôr um fim no desequilíbrio que ocasiona o aumento de peso”. Os chás pesquisados por ele contêm substâncias que penetram no fígado, onde fica armazenada a gordura. Ali, é fabricada a bílis, líquido que dissolve a gordura em moléculas menores, facilitando sua absorção pelo intestino. Daí sua ação emagrecedora.

Refeições equilibradas
A dieta dos chás exige um certo sacrifício. Não dá para comer nem um chocolate. Nem um docinho que seja. Vai faltar açúcar, mas suas refeições estarão bem equilibradas, com carboidrato, proteína, fibras e frutose (o açúcar das frutas) na medida certa. Ou seja, você não ficará sem um único nutriente de que precisa para permanecer saudável. Melhor: vai comer de tudo um pouco. Só não vale doce. Pode não ser fácil, mas funciona. Você também vai precisar moderar os alimentos de alto índice glicêmico. É o caso dos tubérculos, como batata, mandioca, mandioquinha e cenoura. Segundo Françozo, eles aumentam as taxas de açúcar no sangue, que, por sua vez, estimulam a produção da insulina. Em excesso, esse hormônio faz com que o organismo retenha mais gordura. Resultado: multiplicam-se as células adiposas e, para seu desapontamento, o ponteiro da balança vai lá para cima. Saiba mais...

Mexa-se
Para perder até 12 quilos por mês, a dieta sozinha não resolve. É preciso, também, mexer o corpo. O ideal é fazer uma hora diária de exercício aeróbico todo santo dia — pode ser uma caminhada pelo bairro. De preferência, opte por um exercício que dê mais prazer. Assim, cresce a motivação. Se pedalar é a sua praia, vá em frente. Além de ajudar a eliminar os quilos extras, você ganha um novo condicionamento cardiorrespiratório. Ou seja, seu coração agradece. Se, ao contrário, ainda não se convenceu da importância de fazer uma atividade física regular e não abandonou a vida sedentária, vai emagrecer, sim, porém bem menos: de 3 a 4 quilos por mês. Agora, é só pôr a água para ferver.

Fonte: Revista Boa Forma

Dieta dos chás - café da manhã
Sugestão de cardápio para o café da manhã

Opção 1
1 copo de leite desnatado
2 fatias de pão integral
1 col. (sopa) de requeijão light
1 xíc. de chá de hibisco com folhas de estévia
1 fatia média de melão

Opção 2
1 fatia de queijo fresco
2 fatias de pão de centeio
1 xíc. de chá emagrecedor 7 ervas com folhas de estévia
1 pêra

Opção 3
1 copo de iogurte desnatado
2 col. (sopa) de granola
1 xíc. de chá de malva com estévia
1 fatia de abacaxi

Opção 4
1 copo de leite desnatado
2 fatias de pão de glúten
1 col. (sobremesa) de manteiga
1 xíc. de chá verde
1 maçã

Opção 5
1 fatia de queijo fresco
2 fatias de pão integral
1 xíc. de chá emagrecedor
7 ervas com estévia
1 fatia grande de melancia

Opção 6
1 pote de iogurte desnatado
2 col. (sopa) de granola
1 xíc. de chá de malva com estévia
1 fatia grande de melão

Opção 7
1/2 papaia
1 xíc. de chá de boldo do chile
2 torradas integrais
1 col. (sobremesa) de manteiga ou mel
1 copo de leite desnatado


Dieta dos chás - Lanche da manhã
Sugestão de lanche para ser feito de 2 a 3 horas após o café da manhã.

Opção 1
1 fatia de pão de centeio
1 col. (sopa)de geléia diet
1 xíc.de chá de hibisco com folhas de estévia
1 pratinho de morango

Opção 2
1 fatia de pão integral
1 col. (sopa) de requeijão light ou geléia diet
1 xíc. de chá emagrecedor 7 ervas com folhas de estévia
1 banana média

Opção 3
3 biscoitos de polvilho
1 xíc. de chá de malva com estévia
1 fatia de abacaxi

Opção 4
1 fatia de pão de glúten ou 1 barrinha de cereais light
1 xíc. de chá verde com estévia
1 laranja

Opção 5
1 fatia de pão integral com geléia diet
1 xíc. de chá emagrecedor 7 ervas com estévia
1 fatia média de melancia

Opção 6
3 biscoitos de polvilho
1 xíc. de chá de malva com estévia
1 fatia média de melão

Opção 7
1 fatia de pão de centeio
1 copo de iogurte desnatado
1 xíc. de chá de alfafa
1 pêra

Fonte: Revista Boa Forma

Dieta dos chás - Almoço
Sugestão de cardápio para almoço.

Opção 1
1 prato (raso) de tomate e palmito / 1 filé de peixe / 2 batatas sautée
1 xíc. de chá de sene com canela e estévia
1 fatia média de mamão

Opção 2
1 prato de brócolis e cenoura ralada
1 filé de frango ou carne vermelha magra
2 col. (sopa) de arroz
2 col. (sopa) de feijão
1 xíc. de chá verde com estévia
1 kiwi

Opção 3
1 filé de frango ou carne vermelha
2 col. (sopa) de macarronada com molho ao sugo
1 prato de alface e rúcula
1 xíc. de chá de fucus com estévia
1 cacho pequeno de uva

Opção 4
1 filé ou 3 col. (sopa) de posta de bacalhau
2 unidades médias de batata-inglesa
1 alcachofra média
1 xíc. de chá de hibisco com estévia
1 pêra

Opção 5
1 filé de frango
3 col. (sopa) de arroz integral / 2 col. (sopa) de feijão
1 prato (raso) de repolho e cenoura picada
1 xíc. de chá de sene com estévia /
1 laranja ou 1 taça de gelatina diet

Opção 6
1 filé de peixe ou 2 col. (sopa) de carne moída
1 prato (raso) de pepino e palmito
2 batatas sautée
1 xíc. de chá verde com estévia
1 ameixa vermelha

Opção 7
2 col. (sopa) de lasanha com molho de tomate
1 filé de frango ou carne vermelha magra
1 berinjela recheada ao forno
salada de alface
1 xíc. de chá de boldo do chile
1 goiaba
Fonte: Revista Boa Forma

Dieta dos chás - Lanche da tarde
Sugestão de lanche para ser feito de 2 a 3 horas após o almoço.

Opção 1
3 biscoitos de polvilho
1 xíc. de chá de sene com canela e estévia
1 laranja

Opção 2
2 torradas com geléia diet
1 xíc. de chá verde com estévia
1 banana

Opção 3
1 fatia de pão integral
1 xíc. chá de fucus com estévia
1 fatia de queijo fresco

Opção 4
1 xíc. de chá de hibisco com estévia
1 fatia de pão integral
1 col. (sobremesa) de margarina vegetal

Opção 5
1 fatia de pão de centeio
1 fatia de queijo fresco
1 xíc. de chá de sene com estévia / 1 kiwi

Opção 6
2 torradas integrais
1 col. (sobremesa) de manteiga ou mel
1 xíc. de chá verde com estévia
1 pratinho de morango

Opção 7
1 fatia de pão preto
1 col. (sobremesa) de manteiga ou mel
1 xíc. de chá emagrecedor 7 ervas
1 pratinho de morango
Fonte: Revista Boa Forma

Dieta dos chás - Jantar
Sugestão de cardápio para o jantar

Opção 1
1/2 berinjela assada com queijo branco
1 filé de frango ou carne vermelha magra
1 xíc. de chá de alfafa e estévia
1 kiwi

Opção 2
1 prato de couve-flor com queijo parmesão gratinado
1 xíc. de chá de alfafa e estévia
1 fatia de mamão
1 filé de frango ou carne vermelha magra

Opção 3
1 filé de peixe ou um prato de sopa de legumes com um pedaço de frango ou 1 fatia de peito de peru
1 pedaço de mandioquinha
1 prato de escarola refogada
1 xíc. de chá de alfafa com estévia e canela
1 goiaba

Opção 4
2 salsichas com molho de tomate
2 col. (sopa) de arroz e 2 col. (sopa) de feijão
1 prato de espinafre refogado
1 xíc. de chá de alfafa com pedaços de goiaba e folhas de estévia
1 cacho de uvas

Opção 5
1 prato (raso) de vegetais ao forno (brócolis e pimentão recheado)
1 filé de peito de peru
1 espiga de milho
1 xíc. de chá de alfafa com estévia
1 pêssego

Opção 6
2 col. (sopa) de grão-de-bico
1 omelete com molho de tomate gratinada com queijo parmesão ou branco
1 prato (raso) de aspargos e vagens
1 xíc. de chá de alfafa com estévia
1 pratinho de morango

Opção 7
2 fatias de pão de glúten
1 fatia de queijo fresco
1 col. (sopa) de geléia diet
1 copo de leite desnatado
1 xíc. (chá) de alfafa com estévia e pedaços de maçã e canela
1 banana

Fonte: Revista Boa Forma

Dieta dos chás - Ceia
Veja uma sugestão de cardápio para a ceia.

Opção 1
1/2 copo de leite desnatado batido com uma fruta
1 fatia de pão integral
1 col. (sopa) de requeijão light ou geléia diet
1 xíc. de chá de alfafa e estévia

Opção 2
1/2 copo de leite desnatado
1 torrada integral com requeijão light
1 xíc. de chá de alfafa e estévia

Opção 3
1/2 copo de leite desnatado
2 biscoitos de polvilho
1 xíc. de chá de fucus com estévia e canela

Opção 4
1/2 copo de leite desnatado
1 fatia de pão de centeio com geléia diet
1 xíc. de chá de alfafa com pedaços de goiaba e folhas de estévia

Opção 5
1 fatia de pão de centeio com requeijão light
1/2 copo de leite desnatado
1 xíc. de chá de malva com estévia

Opção 6
1 fatia de queijo fresco
1 fatia de pão integral
1 xíc. de chá de alfafa com estévia

Opção 7
1 copo de iogurte desnatado
1 fatia de pão integral
1 col. (sopa) de geléia diet
1xíc. de chá emagrecedor 7 ervas com estévia.

Fonte: Revista Boa Forma




Loading...

Pesquisar este blog

World Clocks

National Geographic POD